Este site usa cookies de análise para coletar dados agregados e cookies de terceiros para melhorar a experiência do usuário.
Leia a Política de privacidade completa .
EU ACEITO

Logo UISG Piazza di Ponte Sant'Angelo, 28 | 00186 Roma, Italia | Tel: 0039 06 68 400 20 | Mob: +39 3441734506 | coordinator@talithakum.info

| | | |

NOTÍCIAS

DE VOLTA

31 Outubro 2018

Cleveland, OH (EUA) - Oito redes Talitha Kum participam no encontro hemisférico "Fronteiras não são Barreiras" - 24-27 de outubro de 2018

Oito redes da Vida Religiosa, representando religiosas de Canadá até o sul da Argentina, estavam juntas em Cleveland, Ohio de 24-27 de outubro para proclamar que “Fronteiras não são Barreiras” no trabalho juntas para combater o Tráfico Humano.

Todas essas redes são membros de Talitha Kum, uma rede internacional a VRC no mundo inteiro. Ir. Gabriella Bottani, Diretora de Thalita Kum em Roma, estava presente no encontro “Fronteiras não são Barreiras” e incentivava colaboração entre os membros das redes. Cooperação semelhante está acontecendo em encontros regionais e continentais em outras partes do mundo.

Irmãs de redes no Canadá,nos EUA, no México, na América Central e o Caribe e na América do Sul - os países do norte, os andinos e o Brasil, vieram para representar as mais que 1000 irmãs que estão ativamente engajadas na luta contra o tráfico, construindo uma base sólida para o trabalho juntas no futuro:

  • Construindo solidariedade entre elas através do fortalecimento de suas conexões e comunicações;
  • Sensibilizando outros/as sobre o trabalho, sistémico e centrado nas vítimas, contra o tráfico humano liderado pela Vida Religiosa feminina em todo o hemisférico;
  • Apoiando e empoderando umas as outras para impactar os sistemas maiores nos quais trabalhamos para erradicar o crime de tráfico humano e acompanhar sobreviventes no processo de se perceberem de novo a sua dignidade humana como filhas e filhos de Deus amoroso.

Durante o encontro cada rede partilhou a realidade do Tráfico Humano no seu país. Algumas causas sistêmicas e em comum deste crime mundial se tornaram evidentes. Inclusive a conexão entre tráfico humano e migração; o fluxo de migrantes sem documentação através do hemisfério (evidente nas fronteiras de todos os países do hemisfério, inclusive na fronteira entre Venezuela e Brasil e os países da América Central, México e os EUA); a pobreza e o sistema patriarcal/machismo no hemisfério inteiro.

O Tráfico Humano não acontece somente entre países, mas dentro deles, produzindo vítimas domésticas em todo lugar. As pessoas mais vulneráveis ao tráfico são: mulheres e meninas que representam aproximadamente 70% de todas as vítimas do tráfico; homens e meninos, povos indígenas e LGBTQ.

As participantes no encontro “Fronteiras não são Barreiras” constataram que uma abordagem de pessoas traficadas é mais efetiva quando é centrada na vítima e tratada como trauma. Em todas as fases de trabalho contra o tráfico as estratégias provenientes de sobreviventes são importantes.

Este encontro foi um primeiro passo em trabalhar juntas de forma transnacional. As participantes começarão imediatamente a partilhar informações e experiências exitosas. Algumas ações em conjunto estão sendo contempladas para o futuro próximo.

A REDE
NO MUNDO

As redes de Talitha Kum encontram-se en todos os continentes e coordenam os esforços contra o tráfico de pessoas de 50 redes intercongregacionais organizadas em nível nacional-local; e 10 redes de coordenação conjuntamente diferentes países articuladas em nível regional.

* Dados do Censo de Talitha Kum 2021

SUBSCREVER PARA
NOSSA NEWSLETTER

PRIVACY

Idioma em que você deseja receber na newsletter

“Quando as teias da aranha se juntam,
elas podem amarrar um leão”

(provérbio Etíope)