Logo UISG Piazza di Ponte Sant'Angelo, 28 | 00186 Roma, Italia | Tel: 0039 06 68 400 20 | Mob: +39 3441734506 | coordinator@talithakum.info

FACEBOOK | YOUTUBE | TWITTER | INSTAGRAM | VIMEO

NOTICIAS

ATRÁS

1 Enero 2020

Jessie. O sonho de retornar à casa e recomeçar

Historias de renacimiento

“Eu trabalhava em uma indústria química em Uganda. Depois de adoecer por causa de uma alergia aos materiais que utilizávamos, tive de deixar o trabalho. Comprei um pequeno quiosque para vender comida aos transeuntes. Tudo ia bem até que fui enganada por uma agência que me ofereceu trabalho no Oriente Médio. Acreditava ser esta uma grande oportunidade, mas, invés disso, encontrei-me em um contexto de escravidão doméstica. Trabalhava sem descanso e não recebia nem comida nem pagamento. Não pensava nada mais a não ser escapar daquela terrível situação.
Durante a primeira tentativa de fuga fui violentada por um taxista ao qual tinha pedido ajuda. Mas o desespero me levou a fugir novamente e, por sorte, outro taxista me acompanhou até à embaixada. Era o começo de uma nova vida: cheguei a uma casa de religiosas que cuidaram de mim, dando-me comida, roupa e dignidade. Um dia pedi à irmã a possibilidade de poder retornar à casa: muitas vezes pensava na felicidade que me dava o pequeno quiosque que eu possuía poucos anos antes. As Irmãs me ajudaram a obter os documentos e entrar em contato com o meu País de origem. Hoje, vivo em Uganda e as religiosas continuam me ajudando em meu percurso para o trabalho e na reinserção social”. (TK Uganda).

Crédito da foto: © Lisa Kristine

LA RED
EN EL MUNDO

Talitha Kum está presente en 92 países, en los 5 continentes: 14 en África, 18 en Asia, 17 en América, 41 en Europa, 2 en Oceanía. Las redes de Talitha Kum: 44 redes nacionales: 9 en África, 11 en Asia, 15 en América, 7 en Europa y 2 en Oceanía. 7 coordinación regional: 2 en América Latina, 3 en Asia, 1 en Europa y 1 en África.

INSCRIBIRSE A
NUESTRA NEWSLETTER

PRIVACY

Idioma en el que desea recibir en el newsletter.

“Quando las arañas unen sus telas,
pueden matar a un león”

(proverbio Etíope)