Questo sito usa cookie di analytics per raccogliere dati in forma aggregata e cookie di terze parti per migliorare l'esperienza utente.
Leggi l'Informativa Privacy completa.
ACCETTO

Logo UISG Piazza di Ponte Sant'Angelo, 28 | 00186 Roma, Italia | Tel: 0039 06 68 400 20 | Mob: +39 3441734506 | coordinator@talithakum.info

| | | |

NOTIZIE

INDIETRO

10 Dicembre 2019

Somchai, escravo libertado da prisão do mar

Historias de renacimiento

“Meu nome é Somchai e tenho 40 anos, muito dos quais vividos com a minha família, em uma favela na Tailândia. A minha vida não tem sido fácil. Não pude estudar porque os meus pais eram pobres, não tinha documentos e sofria e ainda sofro de esquizofrenia. Ganhava a vida vendendo lixo.

Quando tive a oportunidade de me embarcar em um barco de pesca aceitei a proposta, estava cansado de tanta pobreza. Eu sonhava viajar pelo mundo. Infelizmente, encontrei-me em uma situação pior do que antes: comia pouco e jamais repousava. Mesmo o pagamento prometido jamais chegou. Depois de alguns meses fui abandonado em uma ilha da Indonésia. Não entendia a sua língua, sofri muito. Tentei fugir, mas foi somente graças à ajuda da Cáritas e, depois, da Talitha Kum que pude reconquistar a liberdade e retornar à Tailândia.

As religiosas me ajudaram a obter os documentos que eu nunca tinha tido e acompanharam o meu caso, ajudando-me a obter o ressarcimento por danos e construir uma nova casa, onde vivo com os meus pais. Retomei o meu antigo trabalho e as Irmãs da Talita Kum continuam me apoiando a viver com dignidade, não obstante a minha doença”. (TK Tailândia).

Crédito da foto: © Lisa Kristine

LA RETE
NEL MONDO

Le reti di Talitha Kum sono attive nei 5 continenti e coordinano l'impegno contro la tratta di 50 Reti inter-congregazionali organizzate a livello nazionale-locale; 10 reti di coordinamento congiunto di diversi paesi a livello regionale.

* Dati Census di Talitha Kum 2021

ISCRIVITI ALLA
NOSTRA NEWSLETTER

PRIVACY

Lingua in cui vuoi ricevere in newsletter

“Quando i ragni uniscono le loro reti,
possono abbattere un leone”

(Proverbio etiope)